Páginas

quarta-feira, 6 de julho de 2011

A ARCA DE NOÉ - Peça Teatral com musica

Personagens: Narrador, Deus, Noé, esposa, 3 filhos e três noras, um corvo, uma pomba e um arco-íris. As demais crianças farão o papel dos outros animais (sempre em pares), caracterizadas com máscaras tipificando os animais.
Narrador: Esta é a história de Noé. Deus olhou para o mundo e viu que estava cheio de pecado, pois todas as pessoas só faziam coisas más. Para Deus todas as pessoas eram más, e havia violência por toda parte.
   Mas Noé era um homem direito e sempre obedecia a Deus.
   Deus disse a Noé:
Deus: Noé, eu resolvi acabar com todos os seres humanos. Eu os destruirei completamente e destruirei também a terra, pois está cheia de violência.
   Pegue madeira boa e construa para você uma grande barca. Vou mandar um dilúvio para cobrir a terra, a fim de destruir tudo o que tem vida; tudo o que há na terra morrerá.
   Mas com você eu vou fazer uma aliança. Portanto, entre na barca e leve com você a sua mulher, os seus filhos e as suas noras.
   Também leve para dentro da barca um macho e uma fêmea de todas as espécies de aves, de todas as espécies de animais e de todas as espécies de seres que se arrastam pelo chão, a fim de conservá-los vivos.
   Ajunte e leve todo tipo de comida para que você e os animais tenham o que comer.
Narrador: E Noé fez tudo conforme Deus havia mandado. Depois o SENHOR Deus disse a Noé: Deus: Entre na barca, você e toda a sua família. Leve junto com você sete casais de cada espécie de animal puro e um casal de cada espécie de animal impuro. Leve também sete casais de cada espécie de ave para que se conservem as espécies que existem na terra.  Pois daqui a sete dias eu vou fazer chover durante quarenta dias e quarenta noites. Assim vou acabar com todos os seres vivos que criei.
Narrador:
   Noé, obediente, entrou na barca com sua família e com todos os animais, de dois em dois. Aí o SENHOR fechou a porta da barca.
   Sete dias depois, as águas do dilúvio começaram a cobrir a terra. A água subiu e levantou a barca, e ela começou a boiar. A água foi subindo, e a barca continuou a boiar. A água subiu tanto, que cobriu todas as montanhas mais altas da terra. E depois ainda subiu mais sete metros. E caiu chuva sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites. Somente Noé e os que estavam com ele na barca ficaram vivos. Os outros homens, que não gostavam de Deus, foram totalmente destruídos!
   Cento e cinqüenta dias depois, Deus fez com que parasse de chover, e a água foi baixando pouco a pouco.
   Então, a barca parou sobre uma montanha e Noé abriu a janela que havia feito na barca e soltou um corvo, que ficou voando de um lado para outro, esperando que a terra secasse.
   Depois Noé soltou uma pomba a fim de ver se a terra já estava seca; mas a pomba não achou lugar para pousar porque a terra ainda estava toda coberta de água. Aí Noé estendeu a mão, pegou a pomba e a pôs dentro da barca.
   Noé esperou mais sete dias e soltou a pomba de novo.
   Ela voltou trazendo no bico uma folha verde de oliveira. Assim Noé ficou sabendo que a água havia baixado.
   E ele esperou mais sete dias e de novo soltou a pomba, e dessa vez ela não voltou.
   Noé, então, tirou a cobertura da barca e viu que a terra estava secando.
   Aí Deus disse a Noé:
Deus: Saia da barca junto com a sua mulher, os seus filhos e as suas noras. Faça sair também todos os animais que estão com você.
Narrador: Assim Noé e a sua mulher saíram da barca, junto com os seus filhos e as suas noras e também saíram todos os animais e as aves.
   Noé construiu um altar para oferecer sacrifícios ao SENHOR. O cheiro dos sacrifícios agradou ao SENHOR, e ele pensou assim:
Deus: “Nunca mais vou amaldiçoar a terra por causa da raça humana, pois eu sei que desde a sua juventude as pessoas só pensam em coisas más. Também nunca mais destruirei todos os seres vivos, como fiz desta vez. Enquanto o mundo existir, sempre haverá semeadura e colheita, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.”
Narrador: Deus também disse a Noé e aos seus filhos:
Deus: Eu faço a seguinte aliança com vocês: prometo que nunca mais os seres vivos serão destruídos por um dilúvio. E nunca mais haverá outro dilúvio para destruir a terra.
   Como sinal desta aliança que estou fazendo para sempre com vocês e com todos os animais, vou colocar o meu arco nas nuvens. Quando o arco-íris aparecer nas nuvens, eu o verei e lembrarei da aliança que fiz para sempre com todos os seres vivos que há no mundo.
Narrador: E Deus abençoou Noé e os seus filhos, dizendo o seguinte:
Deus: Tenham muitos filhos, e que os seus descendentes se espalhem por toda a terra!
(crianças saem, se espalhando em todas as direções, alegres e saltitantes).

1 comentários:

Fernanda disse...

Querido(a) leitor(a) do Blog Deus Em Mim,estou aqui para avisar sobre algumas mudanças que tiveram que ser feitas.A pedido da nossa criadora do blog eu (Fernanda) mudei o endereço do mesmo.
Nosso link a partir de hoje será.

http://deusemmim1.blogspot.com/

Desculpe o inconveniente mas foi necessário.
Ah se vc tem parceria conosco,peço que venha passar la no blog e pegar o novo banner pois o link foi corrigido.Se não é ainda mas deseja ser,deixe seu comentário la dizendo o endereço de seu blog e faremos parceira.ok
Boa tarde.
Fernanda